Nostalgia

22 de mar de 2009
Já parou pra pensar como as coisas mudam rapidamente? Bom, provavelmente sim. Mas quero dizer assim, as coisas evoluem tanto, mudam tanto, se transformam que hoje em dia é bem mais fácil tu sentir saudade de coisas que até um dia desses faziam parte de sua vida. Saudade de coisas, de pessoas, de estilo de vida. Até um dia desses tu não tinha celular, computador era coisa para poucos, hoje tu tem um computador no celular. Tá, nem todo mundo, eu mesmo não tenho, meu celular novo nem câmera tem, mas enfim, não vem ao caso. Quero dizer que as possibilidades são quase que infinitas. Então, antigamente nossos pais a avós nos contavam coisas de vinte, trinta anos antes daquele momento presente. Hoje podemos dizer aos mais novos que há 10 anos atrás quando queríamos conversar com alguém mandávamos cartas, siiiiiiiiiim, escrevíamos à punho, seguido de um "óooooooooo" dos espectadores.
Bom, sou muito saudosista. Volta e meia me pego pensando em pessoas, desenhos animados, músicas, tradições. Coisas que povoaram minha infância, que formaram meu carater, pq sim, eu tenho um. Mas então, coisas que aconteceram há no máximo 20 anos, mas que hoje são tão distantes. Disco de vinil, fita k7, VHS, Smurfs, Mário Bros, Xou da Xuxa, Mara Maravilha, gente, Mara Maravilha, Alô Cristina, Escolinha do Professor Raimundo, Beto Barbosa, Quebra-pote, Vai-vem, Giratron.
Não sou daqueles saudosista que dizem, ai como era tudo melhor, pq na boa?! Não era. Gente, quer mais facilidade do que existe hoje? É tudo prático, tudo fácil [desde que tu leia bem o manual de instrução]. Mas saudade eu tenho, muita.

I'm back!

17 de mar de 2009
Olha gente, eu juro que tô tentando ser uma pessoa melhor, digna de vinheta de fim de ano da Globo, mas tá osso, viu?!
Daqui a pouco tenho aula, tô inclusive na sala de informática da Universidade, que é de onde sairão a maioria dos meus próximos posts! Bom, mas o negócio é o seguinte, daqui a pouco tenho aula de Marketing, e eu queria dizer, "olha gente, meu professor é mó legal, ubicho." Mas então, meu senso crítico não tá deixando. Ele é até bom professor e tal. Só que as piadinhas dele não me convencem, sabe gente que QUER ser engraçado?! Mas, descupaê. Ou tu é, ou não é. Tu não vira engraçado.
Bom, desabafos à parte. Gente, tirei meu jejum de alcool, tipos que foram 3 fucking meses de abstinência total.
Foi no show de Victor e Léo, sim, adoro uma música sertaneja, chooooooooooooooooora viooooola. Pois é, foi cerveja, whisky e Ice, o suficiente para me sentir egocentrico por algum tempo e sentir o mundo girar ao meu redor. Achei que minha resistência estaria fraquissima pelo tempo que fiquei sem beber, mas nem, a porra do alcool não pegava de jeito nenhum, sabe, daquele jeito, apois, não rolou.
Tomei uma atitude inteligente e parei de beber, pq né?! Vou ficar gastando dinheiro com bebida atoa? Eu não. Coloquem na cabeça, quem bebe é pq quer ficar ruim mesmo, parafraseando qualquer parachoque de caminhão, eu bebo é para ficar ruim, se fosse para ficar bom, tomava remédio.
Então, tá acabando meu intervalo. Tô indo galeres, fik c g-zuis.

E o Clodovil, heim? Morreu!