"... eeeeeeu bebo, água que passarinho não bebe"

30 de ago de 2008
Ai gente, é tanta coisa pra escrever e tão pouca coragem de colocar tudo em palavras! Vixi. Bom, mas enfim. Quarta-feira fui pro show de César Minotti e Fabiano, foi bom, mto bom na verdade. Depois teriam mais algumas bandas, mas tipos que eu não pude ficar na festa porque um amigo passou mal. Não, ele simplesmente não passou só mal, ele foi parar no hospital para tomar glicose. Hahaha, sabe aquelas situações que seriam cômicas se não fossem trágicas?! Apois.

Não sabia se ria ou ficava com raiva, ele lá no chão to-do-vo-mi-ta-do, chamei um amigo que é primo dele e bora pro hospital, fiquei até às 03:30 da madruga nesse vai e vem. Porque nesse banzé todo, esquecemos de avisar a uma amiga que estava com a gente, e que não é da cidade de que estavamos indo pro HOSPITAL. Ai, tudo muito confuso.

Tem vídeo? Tem, tem sim. Já mostrei pra todo mundo, hahahaha.

Mas também, até demorou um pouco para ele passar mal, pq tipos, qnd cheguei à festa ele já estava com uma garrafa de Whisky todo animadão! Bebendo como se não houvesse amanhã!

Sabe, morro de medo de ficar assim, Jesus toma conta! Uma vez passei malzão na Praia do Saco, whatever, isso é assunto para outro post. Enfim, fui.

Denúncia

26 de ago de 2008

Uma coisa que me irrita ao mesmo tempo que me faz questionar é papel higienico com aroma!
Sério, porque calcule. Sempre tive renite alérgica, é um caso sério. E na minha mesa de trabalho, em todo canto tem um rolo de papel higiênico para poder assoar o nariz. Então, imagine assoar o nariz num treco com um cheiro de rosas silvestres, uerro. Aquilo irrita o nariz, piora tudo.
E outra, qual o propósito de se colocar cheiro num papel higiênico? Ninguém vai cheirar o seu cu. E mesmo que cheire, não vai ser um papel higiênico que te livrará de um vexame por estar com o cu fedendo. Sério.

acho prático!

Week one

23 de ago de 2008
Pronto, agora acabou a semana em comemoração aos calouros. Gente, nunca vi tanto evento só para festejar a volta as aulas, uma coisa!

Bom, na quarta feira fomos apresentados ao novo professor de Sociologia das Organizações e bocejos litros, nem lembro o nome dele, não marcou, não mostrou atitude nem personalidade [que ele n leia isso nunca]. Na quinta feira eu fui com toda minha boa vontade para o campus pq queria prestigiar a "peça" teatral de um grupo de Aracaju, fui todo feliz, e tal, teatro de graça.

Ô gente, antes tivesse ficado em casa comendo nissin miojo, foi uma coisa surreal, sério. Não sei explicar o que foi aquilo, sabe gente pseudo intelectual? Apois, igual. Era uma poesia de quinta, uma filosofia de rodoviária que deuzulive, já fiz melhor. Ooou, eu posso não ter acompanhado o nível da coisa, mas achei muito, muito, muito ruim. Uerro.

Fora que me deu vontade de rir pencas quando um cara metido a Jesus Cristo pride, foi tirar foto do cofrinho do elenco, ai meu foi tudo muito bizarro, primeiro ele pediu para todo mundo desligar os celulares [AHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA], tirar foto com a camera sem flash, fazer silêncio, mimimimi. Gente, sério... Esperei Marília Pera sair da cortina e dar show. Bom, superei. Fui pra casa assistir Animal Planet que eu ganho mais.

E ontem, gente... E ontem. Bom, no cronograma tava lá: show de numseiquem, numseiquem, numseiquem. Ótimo, muita coisa. Dava para beber e vulgarizar à vontade. Mas quando chego, tá um professor, acho que de biologia, cantando e tocando "moda de viola mineira". Geeeeente, coisa mais chata do mundo, da galaxia, desse plano astral e do outro. Guentei como pude, resisti. Ainda bem, porque logo depois teve banda de forró pé de serra, e meeeu, foi muito bom. Sério, os meninos mandam muito bem, o nome da banda já é ótemo, "Pega fogo Cabaré". Adouro. Dancei como um condenado, como se não houvesse amanhã [Carol fia, xero no cangote]. Subi, desci, quebrei de ladinho [tá, mentira. Foi só forró]. Foi bom, muito bom.

Enfim, semana que vem começam as aulas de verdade, recomeça a bagaceira toda. Correria, prova, trabalho, saudade das férias. Básico. Mas né? Por isso que tem graça.

Apocalipse now

19 de ago de 2008
Meu povo, m-e-u-p-o-v-o, lembram que eu disse que a calourada ia ser confusãotiroteio e tal?! Apois, foi!

Começou ontem com a recepção dos calouros, tudo muito bom, tudo muito bem. Um colega nosso tb veterano criou lá uma brincadeira para criar uma maior interação com o pessoal novato! Bom, cada veterano ia ficar incubido de recepcionar um novato colocando um nariz de palhaço e pintando o rosto, tudo muito tranquilo, uma beleuzura.

Bom, cada pessoa que era chamada era recebida com gritos, brincadeiras, uma graça... Chegou minha vez, opa... Deixa eu ir!

Platéia gritando "Re-gi-nho, Re-gi-nho"... Mas, maaaaaaaaaaaaaas a cereja do bolo veio na hora em que fui subir ao palco, gente... Minha gente, eu CAÍ... Siiiiiiiiiiim, eu caí!

Acho que foi o momento de maior vergonha da minha vida, cair na frente do palco de um auditório CHEIO de gente, pior, cair em frente ao palco de um auditório cheio de calouros e veteranos do seu curso! Uerro.

Parecia coisa de filme, sabe quando a pessoa passa por uma vergonha terrível e começa a ouvir as risadas ao fundo, beeeem longe, olha em volta e tá todo mundo em camera lenta?! Então.

Alguém me levantou, soube depois que foi Hugo, mas nem lembro, não lembro de nada, só da queda, uma coisa surreal demais! hahahaha

Acho que virei imortal, sou uma entidade no curso, conhecido desde ontem como o menino que caiu no dia da calourada! Sério, fico pensando em algo que supere isso. Acho que só uma perna quebrada, uma queda da escada [alô Tamires] pode fazer as pessoas esquecerem um pouco do episódio de ontem!

Enfim... Aconteceu, e essa dor na perna não me fará esquecer por uns dias!

geeeeeeeeeeen...

... teeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

good morning sunshine

18 de ago de 2008
Hoje eu tô de bom humor. Sim, incrivelmente de bom humor! O que para qualquer ser humano normal é uma coisa absurda quando se é segunda-feira, dia internacional do azedume!

Mas assim, já tentaram me deixar down, mas meu santo tá fechado e figa, pé de pato, mangalô 3 vezes que que o mau humor hoje não me pega!

Enfim, recomeça as aulas hoje, tava morrendo de saudades, juro procê. Comprei um caderno lindo, do Batman! hahaha, adoro! E por falar em Batman eu nem falei ainda do filme " Batman, o Cavaleiro Negro". Gente, eu assisti, um absurdo de bom, incrível, magnifico, terrific! Sabe quando tu assiste um filme e fica com sensação de dever cumprido, de extase total?! A única coisa que incomoda é o ar-condicionado do cinema, mas daí, eu que nunca aprendo a levar um casaco!

Bom dia pra geral, see ya!

out

15 de ago de 2008
Meu, sei que esse blog tá parado, criando foco de mosquito da dengue e tal... Mas é que ando tãaaao sem paciência. Sem paciência pra blog, pra tudo, sério!

E outra, não consigo mais olhar esse azul do blog, brocha total. E na falta do que escrever, vou falar sobre música!

No momento estou ouvindo o cd novo da banda Cansei de Ser Sexy [CSS p os íntimos]. Meu, não tô gostando muito não, adoro o primeiro, adoro mesmo. Mas esse segundo sei lá, é chato, não tem nenhuma referencia às Celebridades podres do momento, tipos nenhuma "fucking with Amy Wino on rehab", "Lindsay Lohan lesbia". Perdeu um pouco da graça!

Amei o novo do Gnarls Barkley, achei que ele não conseguiria superar o hit Crazy, mas Run o deixa no chinelo, adorei mesmo! Tem também Duffy, que não é necessariamente um lançamento, mas baixei o cd dela essa semana e não sai do meu iPod.

Percebeu que o caso é grave né?! Sem-as-sun-to-to-tal! Mas ficadica, semana que vem recomeçam as aulas e oi?! Muita baixaria, espero! Vai ter calourada pro pessoal novo, bom da gota!

cocadaboa!

8 de ago de 2008
Deus sabe que eu não gosto de rir das pessoas, principalmente de gente humilde e tal. Mas me acontece coisas que realmente não sou obrigado, a risada é inevitável!

Bom, ontem fui comprar uva na quitanda perto da minha casa, até aí tudo bem...

-Seu Zé, quanto é a uva?
-Quátu reau o quilo.
-Hum.
[coloca uva na bolsa]
-Ói, vô ti dá um negoço...
[oba, será que é goiaba verde?]
-É uma cocada, mas essa é daboa... Pra tu prová e depois querê vim comprá
-Hum, tá bom!
-E essa é ispeciá mermo, é feita com leitche COMPENSADO.

[pausa para processamento]

Gente, leite o q?! Sim, demorei um segundo para perceber que o leite era CONDENSADO! E assim, tentei o máximo não demonstrar toda minha vontade de rir. Abri um sorriso enooooorme! O cara deve tá achando que eu sou a pessoa mais agradecida do mundo! Porque quem abre um sorriso daquele só porque ganhou uma cocada de leite compensado!

Mas pensando aqui, o leite deve ser compensado mesmo, porque agora tô com vontade de comprar lá novamente. Bom, compenssou!

ó Senhor...

7 de ago de 2008
... Dai-me paciência! Porque se me der força eu quebro a cara de uns!

Amém!

beijos!

ch ch ch ch chaaaaaaaaaanges

Aff, me enchi desse layout. Tô que não posso nem ver esse azul, esses posts no meio da página!!

Que-ro-mu-dar-tu-do... E pra isso tô contando com a ajuda da Má do blog "Palavra pirata" ela é fodona, garanto que o novo lay vai ficar mto bom.

Bom, aí profundo como sou *cofcofcof*... Fiquei pensando sobre essa coisa de mudança, vida nova, mimimimi! Gosto de mudança, sabe. Na verdade até acho que todo mundo gosta, por mais que seja acomodado, por mais que diga que mudanças interferem demais na rotina [alooooow, claro... Por isso é chamado mu-dan-ça].

Mas daí, o que é mudança?! Porque tipos, tudo muda, tuuudo. Então o que é relevante o bastante para ser considerado uma verdadeira mudança?!

Exemplo, meus pais separaram-se esse ano. Oxe, puta mudança! E digo? Estamos bem, obrigado! Mas tu acostumar com a idéia da mudança já é querer trazer o novo para a rotina... Então deduzindo, gostamos mais da rotina que de mudanças!

Hoje eu tô locodibala, falando tanta besteira... ahahaha... E não tô me contradizendo não, tô querendo explicar[ e entender] que a mudança está para a rotina, assim como o amor está para a amizade, como diria Caetano!

... bolo e guaraná

6 de ago de 2008

Gente, faz um ano que conheci o pessoal da faculdade. É mole, um ano!!!
Tanta coisa aconteceu, tanta gente já não tá mais em nossa turma... Mas aos sobreviventes, parabéns por nosso dia!!!!

Alone

2 de ago de 2008
Ontem vi uma mulher chorando, ela estava sozinha na praça! Sério, so-zi-nha... A praça estava completamente deserta, claro se não fosse pela presença dessa mulher!

Bom, mas ela estava chorando, era um choro triste! Sim, um choro triste... Pq há choros desesperados, alegres, abafados... Mas o dela era triste! Não posso ver mulher chorando, me dá um nó na garganta... Ela pode nem prestar, mas no choro ela se mostra mulher... E isso me desarma!

Ela sentava na ponta do banco, com o cotovelo no encosto para as costas e uma bolsa no colo... Tentei olhar o máximo aquela mulher com o canto do olho, tentei estudar todos os seus movimentos para que pudesse aborda-la com alguma palavra!

Porém ipnotizado pelo choro dela, não a abordei, não encontrei nenhuma brecha...

Não sei porque ela estava chorando, não sei se ela precisava de ajuda! Talvez ela quisesse ficar só, talvez ela precisasse de uma palavra de consolo... Não sei, nunca vou saber! Ela poderia estar chorando porque acabara de ler num exame que supostamente estaria guardado na bolsa que ela carregava no colo, uma doença... Dela, de um ente querido, talvez. Ou porque brigou com o marido/namorado. Talvez, talvez, talvez...

Nunca vou saber o porque aquela mulher estava chorando, e me arrependo em não ter parado, perguntado. Eu poderia fazer a diferença para ela, assim como ela poderia estar sozinha alí pq queria estar só... Ela poderia ter escolhido aquela praça, aquele banco, aquela hora pq saberia que ali encontraria o sossego que buscava para chorar sozinha, sem que ninguém, muito menos um desconhecido a enchesse de perguntas que ela não queria responder!

Essa mulher, de choro triste, sozinha, no frio. Essa mulher tem uma história, um drama... E eu não sei se poderia te-la ajudado!