Conecades- A viagem

24 de jul de 2009

Gente, esse ano fui para um congresso no Espírito Santo. Isso foi no começo do ano e um pá de gente conhece todas as estórias do que aconteceu por lá. Bom, mas eu lembrei agora que nem comentei aqui.

Bom, pra começar vou separar por dias. A viagem será o primeiro post. 

Geral ia para esse congresso, expectativa a mil. Todas superadas, se não fosse um pequeno trauma, A VIAGEM. Gente, o povo decidiu que ir de ônibus seria muito mais legal de bom, inclusive eu tava lá, todo animadão. Ledo engano, Leda Nagle.

Pra começar, marcamos de nos encontrar às 04:30 da madruga na praça da igreja. Quatro e pouco tá lá eu e o pessoal esperando esse raio de ônibus chegar. Ficamos lá, esperando até às 07:30 da manhã. No frio, no sono, no tédio. Bom, quando ele chegou geral se acomodou, até que era muito bom o tal do ônibus, ar condicionado, banheiro, dvd. Assim que o diabo começou a andar, geral começou a beber e não deu muito tempo o banheiro já parecia a visão do inferno, TO-DO-VO-MI-TA-DO. Fecha o nariz e vai com fé, chacoalha, chacoalha, mas bora que bora!

Meio-dia, fome. Paramos num posto, comida não, um cu! Certo que eu comi  tudo, mas gente, aquilo era desumano. Seguimos viagem e olha que delícia, esqueci meu travesseiro, penei com dor nas costas, na bunda, parecia que tinham tirado minha bacia cirurgicamente e sem anestesia.

Paradas e mais paradas em postos de gasolina e nada desse tal de Espírito Santo chegar. A chuva durante a noite fazia parecer que estavamos num grande freezer. Mas nada, NADA foi tão aterrorizante quanto a imagem de um vaso sanitário que o assento é no chão, sim, NO CHÃO. Eu nunca tinha visto uma coisa daquelas, não sei se dá para visualizar bem a coisa, mas era no chão, para tu fazer as necessidades acumuladas de mais de um dia de estrada era de cócaras no chão. Não consegui. Não rolou.

Chegamos em Vitória. Cidade linda, orla ridícula. Não sei se é pq a orla daqui de Aracaju é um acontecimento, mas a de Vitória é uerro. Mas ainda assim não chegamos em Guarapari, que é a cidade do congresso, toca o ônibus para lá, na verdade fizemos um tour pela capital, quando descobrimos que nem precisaria, era só ter ido pela br, mas valeu a visita!

Acho que mais de 32 horas depois chegamos no hotel do SESC, coisa linda de Deus. Enorme e tal. Eis que chega a moça para recepcionar nossa delegação e no que ela entra no ônibus e começa: Olá galera dhji Sérgipean... 

[pausa]

Alguém solta o peido mais fedorento da face da terra. A pobre encheu o olho d'agua e nem terminou o que ia falar, pulou do ônibus na velocidade da luz. Bom, descemos e esperamos fazer o check-in, mas daí eu conto como foi os detalhes do primeiro dia em outro post!

1 comentários:

DESASSOSSEGADA disse...

Gostei do teu blog vou te seguir ta?

Abraço