1 de dez de 2008
Odeio gente fodona. Sabe?

Ai, deixa.

0 comentários: